“Agro gerou empregos e renda na pandemia. Que outro setor fez isso?”, questiona Teka Vendramini, presidente da SRB, em evento na ABMRA

29 de junho de 2021

Produção sustentável, regularização fundiária, meio ambiente, segurança alimentar, recursos para os produtores, agronegócio na pandemia e a imagem do agronegócio são alguns dos assuntos abordados por Teka Vendramini, presidente da Sociedade Rural Brasileira, na abertura da série Agro Talks Exclusivo, iniciativa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA) voltada para as empresas associadas.

Para a presidente da SRB, entidade com mais de 100 anos de atuação em prol do agronegócio, o setor produtivo cumpriu muito bem o seu papel durante a pandemia da Covid-19, pois gerou empregos e renda, além de ter uma grande importância para as cidades menores, que dependem economicamente da agricultura e da produção animal. “Que outro setor fez isso”, questiona.

A presidente da Sociedade Rural Brasileira destaca que os principais desafios dos produtores rurais envolvem capacitação técnica, tecnologia, sucessão familiar e importância do associativismo. “É preciso ter foco na gestão”, diz. Teka defende a segurança jurídica para os produtores. “A regularização fundiária é premente, assim como a defesa do Código Florestal. O agro não é vilão ambiental. Não consigo aceitar a visão negativa do setor. Se há ilegalidade, ela tem de ser combatida com a rigidez da lei”.

A importância da comunicação foi outro ponto alto do bate-papo. “A ABMRA, assim como a presente da SRB, acredita que precisamos mudar a opinião pública sobre o agro. Afinal, somos alimentos, pessoas e tecnologia. É muito importante receber uma mulher pioneira e com visão tão transformadora”, assinala Jorge Espanha, presidente da ABMRA. ​

últimas notícias

O trabalho remoto veio para ficar

O trabalho remoto veio para ficar

Nicholas Vital, diretor da ABMRA, falou com o canal Agro Mais sobre a mudanças no modelo de trabalho pós pandemia dentro do agronegócio. Assista: