Livro do cientista alemão, Harald Welzer, retrata o comportamento da sociedade diante da maior batalha da humanidade

O autor, professor e pesquisador Harald Welzer discorre, no livro A Guerra da Água, o momento de escassez da água e as consequências que causaria na humanidade. O uso desmedido de recursos naturais, o efeito das queimadas e toda a emissão de poluentes que causam o aquecimento global, contribuem com a destruição do meio ambiente.

Com dados das pesquisas que realizou, Welzer tem um prognóstico para as gerações futuras, se no atual momento o mundo possui refugiados políticos e religiosos, no futuro não muito distante haverá refugiados climáticos e fugitivos do terrorismo contra o meio ambiente.

 “A pergunta final de um livro como este decorre naturalmente, ou seja, o que pode ser feito para impedir os piores efeitos dessas transformações? Ou – dito de forma mais patética – para observar e seguir as lições práticas da história.”

Segundo o autor, para amenizar os impactos deste desastre ambiental deve acontecer uma mudança radical na cultura, que impediria de forma significativa o crescimento globalizado da tecnologia e consumo. Assim, as pessoas teriam que abster de todos os excedentes em relação ao conforto que atualmente o sistema proporciona.

Mesmo com todas essas previsões negativas com relação ao mundo atual, a obra evidencia um olhar otimista para a grande mudança da sociedade em busca de salvar o planeta. Porém, devem ser estabelecidas novas regras de comportamento e o fim da liberdade de raciocínio. 

Esta leitura já está disponível nas melhores livrarias do país.

Fonte: AI