Os visitantes da 10ª edição da Campus Party Brasil terão a oportunidade de conhecer aplicações e impactos que a nanotecnologia está trazendo para a agricultura tropical e como as inovações dessa ciência podem atrair iniciativas empreendedoras para o país. Esse panorama será apresentado pelo pesquisador Caue Ribeiro da Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP), que participa pela primeira vez de um dos maiores encontros do mundo na área de tecnologia e ciência.

A convite do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a palestra será realizada no dia 3 de fevereiro, às 21h15, no palco Inovação, na área Open Campus, onde está localizado o estande do órgão governamental. A Campus Party Brasil 2017 teve início ontem, 31 de janeiro, e vai até 5 de fevereiro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo (SP), por onde deverão circular cerca de 120 mil pessoas.

Caue, que é coordenador da Rede de Nanotecnologia aplicada ao Agronegócio (Rede AgroNano), vai destacar o conjunto de aplicações da nanotecnologia que vêm surgindo com potencial impacto para a realidade brasileira. Entre as pesquisas desenvolvidas no âmbito da rede, o pesquisador vai destacar o uso de novos sensores, insumos de liberação controlada, nanomedicamentos veterinários, com resultados promissores em laboratório.

De acordo com Ribeiro, em muitos casos, estas tecnologias podem explorar a grande demanda por inovação do agronegócio, que corresponde, aproximadamente, a 30% de toda a atividade econômica brasileira. “Na palestra, mostraremos uma visão de como empreendedores podem cooperar para que estas inovações se realizem, tanto na produção em si quanto nas oportunidades que tecnologias convergentes podem explorar economicamente”, afirma.

Fonte: Embrapa