Marketing de Conteúdo no Agronegócio: Cultivando Relacionamentos e Colhendo Resultados

Por Matheus Marinho, Diretor da Plataforma de Comunicação da ABMRA e Gerente Sênior de Marketing na Elanco Saúde Animal

Marketing de Conteúdo no Agronegócio: Cultivando Relacionamentos e Colhendo Resultados

Introdução

Transmitir conhecimento e entreter são umas das coisas mais antigas que o ser-humano faz. Desde os primórdios da contação de histórias ao redor da fogueira até os tempos modernos das mídias digitais, ensinar e divertir por meio de compartilhamento de experiências ou criação de bons conteúdos é algo presente diariamente em nossas rotinas. Hoje vamos falar sobre uma estratégia que há anos tem revolucionado o mercado, transformado empresas e posicionado marcas na mente e no coração de consumidores: o marketing de conteúdo. Se você ainda não está familiarizado com o termo, não se preocupe. Neste artigo, vou explicar o que é, quais são seus objetivos e como aplicá-lo de forma eficaz no setor do agronegócio. Então, prepare-se para mergulhar nesse universo de informações e aproveitar ao máximo o poder do marketing de conteúdo!

O que é Marketing de Conteúdo?

Com a enorme quantidade de informações disponíveis, as pessoas se sentem sufocadas e bombardeadas por propagandas de produtos e serviços (já existe até um nome para isso: “infoxicação”, junção das palavras “informação” e “intoxicação”). Há atualmente uma grande luta pela atenção dos consumidores e grandes especialistas do marketing mencionam que você vai conseguir obtê-la se entregar conteúdos que cumpram dois objetivos: educar e/ou entreter. Sendo assim, podemos definir o marketing de conteúdo como uma estratégia que visa atrair, engajar e conquistar o público-alvo por meio da criação e compartilhamento de conteúdo relevante e valioso. Joe Pulizzi, renomado autor do livro “Marketing de Conteúdo Épico”, define o marketing de conteúdo como “a arte de comunicar com seus clientes e prospects sem vender diretamente”. É uma abordagem que se concentra em fornecer informações úteis, educativas e interessantes, em vez de simplesmente promover produtos ou serviços.

Objetivos do Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo tem diversos objetivos, como por exemplo:

1. Aumentar a visibilidade da marca: Ao criar conteúdo relevante, você atrai a atenção do seu público-alvo, aumentando a exposição da sua marca e fortalecendo o reconhecimento;

2. Construir autoridade e credibilidade: Compartilhar conhecimento e informações valiosas no seu nicho de mercado posiciona você como uma autoridade no assunto. Isso ajuda a estabelecer confiança e credibilidade com os clientes e prospects;

3. Gerar leads qualificados: Ao oferecer conteúdo valioso, você atrai pessoas interessadas no seu ramo de atuação. Essas pessoas podem se tornar leads qualificados, demonstrando interesse real em seus produtos ou serviços;

4. Nutrir e engajar leads: O marketing de conteúdo permite que você mantenha contato com seus leads ao longo do tempo, fornecendo informações relevantes que os ajudem a avançar no funil de marketing. Isso aumenta as chances de conversão em vendas.

O Funil de Marketing e suas Etapas

Agora que entendemos o conceito de marketing de conteúdo, é importante compreender como ele se encaixa no funil de marketing. O funil de marketing é um modelo que representa as etapas pelas quais um prospect passa, desde o primeiro contato com a marca até a conversão em cliente. Vamos dar uma olhada nas três principais etapas do funil:

Legenda: As 3 etapas do funil de marketing: Topo do Funil (Consciência), Meio do Funil (Consideração) e Fundo do Funil (Decisão).

1. Topo do funil (ToFu) – Consciência: Nesta fase, o objetivo é atrair a atenção do público-alvo e gerar conscientização sobre sua marca. Aqui, é importante fornecer conteúdo educativo e informativo, como blogs, vídeos e infográficos, que abordem problemas comuns enfrentados pelo seu público-alvo.

2. Meio do funil (MoFu) – Consideração: Após despertar a consciência, é hora de nutrir os leads e transformá-los em clientes em potencial. Ofereça conteúdo mais aprofundado, como white papers, estudos de caso e webinars, para mostrar que você entende as necessidades e pode oferecer soluções.

3. Fundo do funil (BoFu) – Decisão: Nesta etapa, os leads estão prontos para tomar uma decisão de compra. Aqui, você pode fornecer conteúdo como demonstrações de produtos, depoimentos de clientes e avaliações comparativas, para ajudar os prospects a tomar a decisão certa.

Exemplos de Aplicação no Agronegócio

Agora que você entende como o marketing de conteúdo se encaixa no funil de marketing, vamos dar uma olhada em exemplos de aplicação no agronegócio:

1. Blog de Agricultura Sustentável: Uma empresa de fertilizantes pode criar um blog com dicas sobre práticas agrícolas sustentáveis, técnicas de manejo de solo e informações sobre conservação ambiental. Isso atrairia produtores interessados em melhorar a produtividade de forma responsável;

2. Vídeos Educacionais: Uma empresa de máquinas agrícolas pode criar vídeos educacionais que mostram o funcionamento de seus equipamentos, fornecendo dicas de manutenção e demonstrando sua expertise no assunto. Isso ajudaria a construir confiança e autoridade no mercado;

3. Guias de Cultivo: Uma empresa de sementes pode disponibilizar guias de cultivo gratuitos, abordando diferentes tipos de plantas, condições de solo, técnicas de irrigação e controle de pragas. Isso seria um recurso valioso para agricultores em busca de informações específicas sobre cultivos;

4. Palestras e dias de campo: uma empresa de saúde animal pode promover eventos (presenciais ou online) nos quais seus especialistas apresentam assuntos relacionados aos manejos de criação de bezerros, destacando as principais doenças que acometem esta fase da produção e como preveni-las.

O case da John Deere e a revista “The Furrow

Há quem possa pensar que o marketing de conteúdo começou após o grande crescimento da internet, com os blogs de conteúdos, redes sociais e e-mail marketing. Mas isso não é verdade. A revista “The Furrow“, da empresa John Deere, é um marco na história do marketing de conteúdo, sendo considerada o primeiro caso documentado de uso dessa estratégia. Lançada em 1895, a revista foi criada com o objetivo de fornecer informações úteis e relevantes aos agricultores, ao invés de simplesmente promover os produtos da empresa.

Exemplar da revista “The Furrow” de 1897. Créditos da imagem: https://contently.com/2013/10/03/the-story-behind-the-furrow-2/

A ideia por trás da “The Furrow” era compartilhar conhecimentos e dicas práticas com os agricultores, ajudando-os a melhorar suas práticas agrícolas e, consequentemente, seu sucesso. O conteúdo abordava uma ampla variedade de tópicos, desde técnicas de plantio e colheita até informações sobre inovações tecnológicas no setor agrícola.

Ao longo dos anos, a revista se tornou extremamente popular e ganhou reconhecimento internacional. A John Deere construiu uma reputação sólida como uma empresa que se preocupava genuinamente com o sucesso de seus clientes, estabelecendo uma conexão emocional com o público-alvo.

A “The Furrow” é um exemplo notável de marketing de conteúdo porque foi pioneira em sua abordagem. Em uma época em que a publicidade tradicional era predominante, a John Deere adotou uma estratégia diferenciada, priorizando o compartilhamento de conhecimento e informações úteis em vez de simplesmente vender seus produtos.

O sucesso da “The Furrow” ao longo dos anos demonstra a eficácia do marketing de conteúdo. A revista não apenas ajudou os agricultores, mas também fortaleceu a marca John Deere, estabelecendo-a como uma referência no setor agrícola. A abordagem da empresa mostrou que ao oferecer valor genuíno aos clientes, é possível construir relacionamentos duradouros e impulsionar o sucesso do negócio.

A história da revista “The Furrow” da John Deere é uma importante demonstração de que o marketing de conteúdo não é apenas uma tendência moderna, mas uma estratégia comprovada que pode ter um impacto significativo no relacionamento com o público-alvo e no crescimento da empresa.

Conclusão

O marketing de conteúdo é uma estratégia poderosa no agronegócio, permitindo que você construa relacionamentos duradouros com seu público-alvo, fortaleça sua marca e converta leads em clientes. Ao fornecer conteúdo relevante, útil e interessante em todas as etapas do funil de marketing, você se posiciona como uma autoridade no mercado e estabelece uma conexão significativa com seu público. Portanto, aproveite todas as oportunidades que o marketing de conteúdo oferece e colha os frutos de uma estratégia bem-sucedida no agronegócio!