A Oxitec Ltd. anunciou hoje a nomeação de Jorge Espanha como diretor geral da Oxitec do Brasil. Espanha irá supervisionar os programas de implementação do Aedes do Bem™ – solução inovadora e sustentável para o controle de vetores – no Brasil.

“Estamos muito satisfeitos em receber o Jorge na equipe da Oxitec. Sua experiência na área de ciências biológicas e histórico em marketing e crescimento será uma vantagem para a empresa, à medida que continuamos a expandir nossas operações no Brasil e fora dele”, disse Hadyn Parry, CEO da Oxitec.

Espanha traz à Oxitec mais de 20 anos de experiência em áreas como marketing, comercial e operacional, em mercados locais, regionais e globais incluindo os Estados Unidos, Europa e América Latina. Recentemente, atuou como diretor presidente da Merial para o Brasil, Paraguai e Bolívia. Em outubro de 2016, pela segunda vez em quatro anos, foi reconhecido como uma das 100 pessoas mais influentes no agronegócio brasileiro, de acordo com a revista Dinheiro Rural.

O novo diretor da Oxitec do Brasil desempenhou papéis-chave na Pfizer Saúde Animal, Zoetis e SmithKline Beecham, obtendo significativo crescimento nos negócios por ele gerenciados. Espanha é também presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural & Agronegócio (ABMR&A). “É uma honra fazer parte do grupo Oxitec/Intrexon, pois a Oxitec tem a nobre missão de ajudar as autoridades brasileiras a prevenir a propagação de vetores que transmitem doenças tão graves e implementar novas tecnologias no Brasil”, disse Espanha. 

Aedes do Bem™

Em parceria com a Prefeitura de Piracicaba, a Oxitec do Brasil atualmente desenvolve o projeto Aedes do Bem™ no município, liberando seu mosquito geneticamente modificado em uma área com cerca de 65 mil habitantes com o objetivo de suprimir a população do transmissor a dengue, Zika, chikungunya e febre amarela.

Em outubro de 2016, a empresa inaugurou, em Piracicaba, sua primeira fábrica em grande escala do Aedes do Bem™, com capacidade para produzir 60 milhões de mosquitos machos por semana. Uma pesquisa de opinião realizada em novembro mostrou que 92,8% da população da cidade apoia a solução de controle de vetores da Oxitec.

Fonte: AI