As empresas estão usando cada vez mais influenciadores para fortalecer os seus valores, características e diferenciais para os seus públicos. É o chamado marketing de influência, que não para de crescer. Segundo o publicitário Raphael Pinho, fundador da Spark/Fluvip, 76% dos brasileiros que seguem influenciadores já compraram algum produto indicado por eles. E 68% das pessoas consideram o marketing de influência estratégico. “Sete em dez pessoas dizem que os influenciadores proporcionam resultados efetivos”, informa Pinho, que participou do webinar “Os Agroinfluencers. Quem são eles, como atuam e como podem ser utilizados para influenciar positivamente a sua estratégia de marketing”, promovido pela Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA).

No agro não é diferente. Os exemplos se sucedem. Mas, isso não significa usar somente pessoas públicas e com grande audiência, como em outras atividades. Aqui, também podem ser pequenos, os chamados nano influenciadores, mas estes têm de ser especialistas, ser reconhecidos pelo conhecimento que transmitem. “Dois fatores tornam-se indiscutivelmente importante: a credibilidade desses porta-vozes das marcas e o seu perfil. O público prefere os influenciadores reais, que representam a si mesmos. O agro tende a seguir por esse caminho”, explica Raphael Pinho.

A Mosaic Fertilizantes tem um case de sucesso nesse campo. Sob o comando da agência Innova – All Around the Brand, foi produzida a websérie Nossas Raízes, com depoimentos reais de produtores rurais. A série foi premiada pela Mostra de Comunicação da ABMRA em 2019. “A proposta foi abrir espaço para que os próprios agricultores falassem de si, contassem suas histórias, mostrassem os desafios e as conquistas. O resultado foi surpreendente”, diz Luciano Teixeira, head de criação da Innova, que também participou do webinar da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio.

Além do produto final inspirador, a série Nossas Raízes é sucesso de audiência e engajamento. Os nove episódios já realizados têm mais de 3 milhões de visualizações no You Tube e 3,7 milhões de views no Facebook.

“As empresas do agro também utilizam as novas soluções de comunicação, como os agroinfluenciadores e o marketing de influência para se aproximar dos seus públicos. Como os participantes do webinar da ABMRA mostram, trata-se de um processo crescente, mas que engloba conceitos específicos, como o conhecimento e a credibilidade dos influenciadores”, complementa Alberto Meneghetti, diretor da ABMRA e coordenador do webinar, que também teve mesa-redonda com os agroinfluenciadores José Luiz Tejon, Carlão da Publique, Miguel Cavalcanti e Lucas Stefanello.